DROGAVETE GÁS

DROGAVETE GÁS
A MELHOR DE COELHO NETO

segunda-feira, 23 de março de 2020

CORONAVÍRUS- PARTE DA POPULAÇÃO DE COELHO NETO INSISTE EM DESRESPEITAR AS DETERMINAÇÕES DO GOVERNO

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre

Em Coelho Neto, o prefeito Américo de Sousa tem feito todo o esforço possível para alertar e conscientizar as pessoas sobre a importância de respeitar o isolamento social, permanecendo em casa, evitando contatos externos, idas às ruas sem necessidade, não formando aglomerações de todo tipo, saindo apenas em casos de urgência e emergência.

Por meio de decretos,  aulas foram suspensas, atendimento ao público nas repartições do poder executivo municipal, um  comitê de crise foi criado pelo prefeito para intensificar as medidas preventivas de combate ao vírus. A Coordenadoria Municipal de Vigilância Sanitária foi ampliada com servidores de várias secretarias e está trabalhando arduamente com a Polícia Militar para garantir a suspensão e o não funcionamento de comércios e serviços NÃO ESSENCIAIS em todo o município de Coelho Neto, conforme determinação do Decreto Estadual n° 35.677, de 21 de março de 2020, com a finalidade de evitar a chegada e propagação do novo coronavirus COVID-19.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, carro e atividades ao ar livre

Mesmo com tantas medidas tomadas e executadas pelo governo municipal para evitar o pior, a população insiste em desobedecer. O prefeito do município, Américo de Sousa, tem feito o constante uso das redes sociais para elevar o tom e cobrar que todos tenha consciência da gravidade que assola o país e também Coelho Neto.

"Não medirei esforços para impedir a chegada e propagação do COVID-19 em Coelho Neto. Estou cansado de esperar pela consciência de uma parte da população que insiste em ignorar os riscos. Quero alertá-los pela última vez, estamos amparados pela Lei, temos a Polícia Militar e Polícia Cível atuando ao nosso lado, e NÃO EXITAREMOS EM USAR A FORÇA, se preciso for, para proteger a maioria do coelhonetenses. Aqueles que teimarem em descumprir o decreto estadual, além de terem ESTABELECIMENTOS LACRADOS, TERÃO SUAS LICENÇAS PARA FUNCIONAMENTO CASSADAS, além de serem CONDIZIDOS E APRESENTADOS à delegacia de polícia onde responderão pelo artigo 268 do Código de Processo Penal" destacou o prefeito Américo de Sousa.